Drenagem


{bauru_drenagem} Bauru drena suas águas para duas Bacias Hidrográficas que dividem o município, a do Rio Batalha ocupando 504,698 Km2, cerca de 74,3 % da área municipal, conhecida regionalmente como Bacia Tietê-Batalha e a Bacia Hidrográfica do Rio Bauru, conhecida regionalmente como Bacia Tietê-Jacaré, ocupando cerca de 174,672 Km2, cerca de 25,7 % da área municipal 679,370 Km2, calculada recentemente pelo IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas.

Sua área urbana está hoje praticamente inteira na área da Bacia Hidrográfica do Rio Bauru, dividida em diversas sub-bacias hidrográficas ou áreas de drenagem, totalizando cerca de 128,74 Km2 segundo cálculo da SEPLAN - Secretaria de Planejamento.

Estas Sub-Bacias acompanham a área de cada um dos diversos afluentes do Rio Bauru, como os Córregos Água da Ressaca com 2.279,6 ha, Água da Forquilha com 784,40 ha, Água do Sobrado com 667 ha, Córrego da Grama com 1.208,20 ha, Córrego Água do Castelo com 1.093,20 ha, Córrego Barreirinho com 493,40 ha, Córrego da Vargem Limpa com 1.135 ha (Margem Esquerda do Rio Bauru), Córrego da Água Comprida com 875,30 ha e Ribeirão da Vargem Limpa, com 1.386,00 ha, situado na Margem Direita do Rio Bauru.

Hoje existem alguns bairros periféricos que drenam suas águas para a Bacia Hidrográfica do Rio Batalha, como o Jd. Vitória, Parque Real, Jd. Ouro Verde, Residencial Monte Verde, Mutirão Leão XIII, Vila Dutra e Vila Industrial e ainda na Zona Norte através do Córrego Pau d'Alho também integrante da Bacia Hidrográfica do Rio Batalha, os Bairros Vanuíre, Gasparini, Pousada da Esperança e Vila São Paulo.

Mesmo possuindo extensas bacias de drenagem, o município de Bauru ainda dispõe de uma ineficiente e precária rede de Galerias Pluviais. No período de 93 a 96, quando a Prefeitura Municipal de Bauru realizou o combate de diversas erosões em Bauru, foram instalados cerca de 38 Km de Galerias.

Este problema da falta de uma rede de drenagem de águas pluviais, somada a impermeabilização e a ocupação sem planejamento de fundos de vale e áreas de cabeceira, acabaram por formar extensas erosões como as localizadas no Córrego Água do Sobrado, medindo 800 metros de comprimento e alcançando mais de 20 metros de profundidade, sem contar os conseqüentes problemas de inundações.

Cada uma dessas sub-bacias hidrográfica forma vales que atravessam o município, drenando as águas pluviais e os esgotos domésticos.
Mesmo possuindo extensas bacias de drenagem, o município de Bauru ainda dispõe de uma ineficiente e precária rede de Galerias Pluviais.

AV CRUZEIRO DO SUL, 26-40
JD CAROLINA - BAURU
17032-000
14 3281-2633(Vidágua)
Email: contatovidagua@gmail.com