Festival da Mata Atlântica de Ubatuba terá atividades para todos os públicos


De 27 de maio a 08 de junho será realizado o V Festival da Mata Atlântica de Ubatuba, litoral norte de SP. Serão 13 dias com atividades intensas sobre florestas, rios e mar, com foco no bioma Mata Atlântica. Os dias não foram escolhidos por acaso: dia 27 de maio é Dia Nacional da Mata Atlântica, dia 05 de junho é Dia Mundial do Meio Ambiente e dia 08 de junho é Dia Mundial dos Oceanos.

As atividades serão oferecidas por instituições parceiras do Festival, entre ONGs, setor público e privado. O público-alvo são moradores de Ubatuba, alunos, pais de alunos das escolas do município e da região, turistas, professores e acadêmicos.

Segundo a coordenadora de educação ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Ubatuba Vânia Carrozzo o principal objetivo é educar a população moradora de Ubatuba, despertar o olhar para as questões da Mata Atlântica, para a necessidade da conservação ambiental e de uma melhor interatividade com a floresta. “Outro objetivo é atrair turistas para uma época do ano mais parada, sem grande fluxo turístico no município”, afirma Carrozzo. A ideia é que o Festival cresça a cada ano e se torne uma marca da cidade.

A programação ainda está sendo fechada, mas Carrozzo adianta que o Festival oferecerá uma gama enorme de atividades. “Teremos palestras, mesas redondas, seminários, teatro, shows, saraus, exposições, dança e fotografia”, conta. A maioria das atividades será concentrada no recém-inaugurado Centro de Convenções Alfredo Bischof, localizado na rua Borba Gato, nº 06, no centro da cidade.

Além das atividades que serão realizadas nesse local, o Festival aposta na interatividade com a floresta, os rios e o mar. A ideia é que a interação do público com a mata seja um forte fator de sensibilização. “Teremos atividade de observação de aves, passeio monitorado para fotografar a mata, ações culturais e teatrais na floresta, limpeza de praia, mergulho no costão para limpeza submarina e visitação do quilombo da Caçandoca para conhecimento cultural e histórico”, afirma Carrozzo.

Para participar das atividades os interessados deverão se inscrever previamente em um site que deve ser colocado no ar em breve. No site constará a programação completa do Festival. Por enquanto, mais informações podem ser obtidas pelo e-mail festivaldamataatlantica@outlook.com, pelo telefone (12) 3833-3296 ou pela página “Festival da Mata Atlântica” no Facebook.

Bioma ameaçado

A Mata Atlântica é formada por um conjunto de formações florestais (Florestas: Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacional Semidecidual, Estacional Decidual e Ombrófila Aberta) e ecossistemas associados como as restingas, manguezais e campos de altitude.

Ubatuba é cercada por uma exuberante Mata Atlântica. Cerca de 80% do território do município faz parte do Parque Estadual da Serra do Mar, que consiste em área de preservação. O Parque foi criado para proteger o que restou do bioma Mata Atlântica, ameaçado pela caça, desmatamento, poluição, especulação imobiliária e exploração clandestina de recursos florestais, como bromélias, orquídeas, xaxins e principalmente palmito-juçara. “Mas para a área de floresta que está fora do Parque não há um olhar de conservação, pelo contrário. Nós temos o predomínio de uma cultura econômica que não tem a preocupação de preservar. Poucas são as pessoas e os núcleos que ainda têm essa preocupação, mas mesmo assim não conseguem preservar porque a pressão econômica é grande”, lamenta Carrozzo.

*Escrito por RENATA TAKAHASHI - 18/04/2014

AV CRUZEIRO DO SUL, 26-40
JD CAROLINA - BAURU
17032-000
14 3281-2633(Vidágua)
Email: contatovidagua@gmail.com